Dia: 7 de outubro de 2021

Fecomércio retoma Radar de Tarifas Aéreas que aponta aumento das passagens com destino à Natal

A Fecomércio RN retomou o Radar de Tarifas Aéreas, levantamento semanal dos preços das passagens aéreas que partem dos principais polos emissores de turistas do Brasil para Natal e para as capitais dos estados vizinhos. O material foi paralisado há mais de um ano devido a pandemia da Covid-19.  

Os dados mostram preços das passagens aéreas partindo de Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo, chegando a Natal, João Pessoa, Recife e Fortaleza, com embarque dentro de 15 dias e 30 dias.  

No estudo, feito no dia 4 de outubro, a maior variação foi a do voo partindo de Brasília, que está 55,35% mais caro do que o menor valor pesquisado, que foi o voo Brasília-Recife, no embarque dentro de 15 dias. Com esse patamar de embarque dentro de 15 dias, os voos com destino a Natal, no geral, são os que apresentam os maiores preços. 

A única projeção em que o voo que chega a Natal não é o mais caro é o Rio de Janeiro-Natal, cujo trajeto mais caro é para a cidade de João Pessoa (+43,92%). Neste caso, o voo para a capital potiguar é o segundo mais barato, porém, 31,39% mais alto do que o de menor valor (Recife).  

Nas pesquisas em que o embarque ocorre dentro de 30 dias, o panorama se modifica. Os voos vindos para Natal estão entre os de menor valor quando a partida é realizada nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Quando a saída é em Brasília (+46,52%) e Belo Horizonte (+60,47%) para Natal ficam na segunda colocação entre as passagens mais caras, quando comparadas a de menor valor (Recife e Fortaleza). 

“O retorno do Radar de Tarifas Aéreas vai auxiliar e muito a retomada do turismo. Podendo ajudar inclusive na composição da malha aérea do estado que possui poucos voos. É importante que o poder público tome conhecimento desses números, para avaliar estratégias de captação de voos, tendo em vista a alta temporada que se aproxima e o Rio Grande do Norte é um potencial receptor de passageiros”, analisou Marcelo Queiroz, presidente da Fecomércio RN.  

Passagens caras – De acordo com o levantamento, quando comparado os números do atual estudo com o mesmo período de 2019, é constatado que os preços das passagens aéreas estão significativamente mais caros.   

O voo Belo Horizonte-Natal, com embarque em 15 dias, em 2019, custava R$ 523,40, hoje, custa R$ 1.050,60, um aumento de 100,73%. 

Confira o Radar de Tarifas em fecomerciorn.com.br/radar-de-tarifas 

Municípios atendidos pelo DEL Turismo ficam entre os 100 destinos mais sustentáveis do mundo em ranking de fundação holandesa

Reconhecimento é fruto do trabalho desenvolvido pelo Sistema Fecomércio RN, por meio do Senac, na execução da metodologia alemã para o desenvolvimento sustentável

Tibau do Sul, São Miguel do Gostoso e Tibau, na Costa Branca, estão entre os 100 destinos do mundo que mais desenvolvem práticas sustentáveis na gestão do turismo local. O reconhecimento foi anunciando na manhã desta terça (05), durante a cerimônia on-line do Sustainable Top 100 Destinations, realizada pela fundação holandesa Green Destinations.

Organização internacional, vinculada ao GSTC (Conselho Internacional de Turismo Sustentável), a Green Destinations é formada por especialistas em turismo sustentável do mundo todo, que certifica destinos turísticos pela avaliação na forma como gerenciam e administram seu patrimônio, ambiente, clima e a qualidade de sua oferta turística.

Este é o segundo ano que São Miguel do Gostoso e Tibau do Sul aparecem na seleta lista. A premiação é inédita para Tibau, município localizado na região da Costa Branca do RN. Participantes do DEL Turismo – programa desenvolvido pelo Sistema Fecomércio RN, por meio do Senac, para elaborar e implementar um modelo de gestão focado no desenvolvimento sustentável do turismo local –  para concorrer ao prêmio, os destinos precisaram apresentar cases de sucesso locais, desenvolvidos sob consultoria das equipe técnica do programa.

O presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, destaca a premiação como um dos frutos gerados por meio das parcerias internacionais entre o Sistema e a Alemanha. 

“Pelo segundo ano seguido o RN está em um ranking mundial sobre práticas sustentáveis, graças ao trabalho que desenvolvemos por meio de acordos internacionais, como o Projeto Verena e Rede DEL Turismo, metodologias que tem como foco trazer ao nosso estado o desenvolvimento do turismo, atividade protagonista em nosso cenário econômico. O DEL tem transformado os modelos de gestão pública e privada nas localidades onde tem sido implantado, trazendo resultados que criam novos diferenciais competitivos e colaboram para o desenvolvimento da atividade turística local e divulgação internacional do nosso estado”, afirma Queiroz.

Primeiro município da Costa Branca a implantar o DEL Turismo, Tibau do Norte assinou o convênio no início deste ano. A prefeita Lidiane Marques agradeceu a consultoria do programa, destacando-o como diferencial para a conquista. “Para nós uma grande vitória que demonstra o quanto o nosso município busca um turismo sustentável e planejado, que contou com o trabalho da secretaria de turismo o excelente apoio da empresa Del Turismo, por meio de consultoria e do relatório final que eles elaboraram”, comemorou a prefeita.”

Além dos municípios potiguares, nesta edição, outras cinco cidades brasileiras que aplicam a metodologia DEL receberam o selo Sustainable Top 100 Destinations. São eles: Canguçu, no Rio Grande do Sul e Bombinhas, Itá, Forquilhinha e Orleans, em Santa Catarina.

Saiba Mais – O Programa Rede de Desenvolvimento Econômico Local – DEL Turismo é uma metodologia inspirada no modelo alemão para gestão do desenvolvimento local. O Programa foi implantado no Rio Grande do Norte  por meio de uma parceria entre a Fecomércio RN, FASISC-SC, Federasul-RS, Ministério Federal para a Cooperação e o Desenvolvimento da Alemanha e as entidades empresariais alemães BBW e SEQUA. Com adaptações focadas no fortalecimento do turismo local, a iniciativa oferece um intercâmbio de conhecimentos entre os municípios do RN e a Alemanha, além de promover treinamentos focados no desenvolvimento de ações voltadas à sustentabilidade e governança municipal de cada destino turístico.

pt_BR